quarta-feira, 21 de setembro de 2022

Profissionais da enfermagem divulgam carta aberta sobre a paralisação da categoria



CARTA ABERTA A POPULAÇÃO OURICURIENSE


A enfermagem de Ouricuri, representada pelos enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares e parteiras, vem através desta carta aberta, comunicar a população do município, os motivos da nossa paralisação nesta quarta-feira, dia 21 de setembro.

É notório e de conhecimento público a importância da enfermagem para a saúde brasileira e em especial no nosso município, símbolo e referência em saúde pública na região do Araripe. Durante anos a enfermagem sempre esteve ao lado da população, prestando cuidados, gerenciando serviços de enfermagem e executando todas as ações com muito profissionalismo, compromisso ético e amor para toda a população.

Durante a pandemia da COVID 19, a classe da Enfermagem esteve a frente de toda a assistência de saúde, cuidados, vigilância, e em um dos momentos mais difíceis da nossa história, a enfermagem tomou para si a responsabilidade de combate ao vírus junto com outras classes profissionais, e foi justamente nossa classe, a categoria profissional que mais foi a óbito na luta de combate ao Coronavírus. Ademais, como é fato de conhecimento de todos, foi por meio da vacinação, tarefa exercida com muita excelência por nós, da enfermagem, que o povo de Ouricuri, do Brasil e do mundo estão vencendo essa luta.

Mas infelizmente, somos uma categoria por vezes esquecida, desvalorizada e pouco remunerada, mas que, no entanto, é a principal força de trabalho de uma instituição de saúde. É quem acolhe, quem orienta, quem tria, quem medica, quem passa a madrugada em alerta para qualquer intercorrência, quem limpa, quem consola, quem escuta... do nascimento até a morte, é quem sempre está presente. É também quem faz ciência, quem discute, quem articula, quem organiza, quem planeja, quem gere e quem “CARREGA” os serviços nas costas.

Por isso, no dia 21 de setembro, a nossa paralisação significará o pedido de valorização e reconhecimento profissional, de todos nós, profissionais da enfermagem que deixamos diariamente a nossas famílias em casa, para vir exercer as atividades que escolhemos para a nossa vida, sem arrependimento por tê-la escolhido. Mas com o sentimento de tristeza pela falta de valorização profissional pela qual sempre passamos.

A nossa luta vem desde 2020 por um piso salarial digno, que após aprovado no Congresso Nacional e sancionado pela Presidência da República, foi suspenso por uma Liminar do Supremo Tribunal Federal,  dificultando juridicamente a conquista do que nos foi garantido legalmente, inclusive através de Emenda Constitucional

Diante disso, a Federação Nacional de Enfermagem, Sindicato dos enfermeiros de Pernambuco e Sindicato dos Técnicos e Auxiliares  aprovou por unanimidade uma paralisação, neste 21 de setembro, para que as autoridades reconheçam o nosso piso salarial.

Nós que diariamente cuidamos de milhares de pessoas, estamos aqui, para pedir o apoio da nossa população e estamos certos que o teremos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário





Hemope abre inscrições para concurso público com vagas para Ouricuri

As inscrições para o concurso público que oferece 92 vagas para  a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope) foram aberta...

Arquivo do blog