quarta-feira, 6 de abril de 2022

Após decisão judicial, Monique Medeiros, mãe de Henry, deixa prisão no Rio



Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, deixou a cadeia na noite desta terça-feira (5). Uma decisão judicial da 2ª Vara Criminal permitiu que ela fosse solta, mas determinou medidas cautelares.

Monique ficará em prisão domiciliar e terá que usar tornozeleira eletrônica - terá cinco dias para comparecer para a instalação do equipamento. Ela não poderá voltar para a antiga residência.

Ela também está proibida de conversar com qualquer pessoa, exceto parentes e advogados. E não pode fazer postagens em redes sociais.

A decisão substitui a prisão preventiva por monitoração eletrônica de Monique, mas mantém Jairinho, o padrasto do menino Henry, preso.

Em seu texto, a juíza Elizabeth Machado Louro manifesta preocupação com ameaças sofridas por Monique dentro da cadeia e diz que a manutenção da prisão "não favorece a garantia da ordem pública".

Ainda segundo a decisão, "fica, ainda, vedada à ré Monique, enquanto perdurar a monitoração, qualquer comunicação com terceiros - com exceção apenas de familiares e integrantes de sua defesa -, notadamente testemunhas neste processo, seja pessoal, por telefone ou por qualquer recurso de telemática, assim também postagens em redes sociais, quaisquer que sejam elas, sob pena de restabelecimento da ordem prisional".



Por g1 Rio e TV Globo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conselho Tutelar de Ouricuri promove ação para celebrar o dia nacional de combate ao abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes

Para celebrar o dia nacional de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, o Conselho Tutelar de Ouricuri-PE, realizou...