segunda-feira, 4 de abril de 2022

Cientistas brasileiros desenvolvem método de castração sem cirurgia



A castração é uma medida de saúde pública, considerada uma das principais formas de controle populacional de cães e gatos. A medida reduz os índices de reprodução, abandono e a transmissão de doenças entre os animais.

Com o objetivo de reduzir o número de animais nas ruas e promover o acesso às ações de castração, cientistas da Universidade de Brasília (UnB) desenvolveram um método de castração rápido e não cirúrgico para cães e gatos.

No procedimento, exclusivo para machos, o animal é sedado e recebe uma injeção de partículas minúsculas de óxido de ferro nos testículos. O procedimento dura 20 minutos e faz com que o testículo atrofie.

Segundo pesquisadores, um único casal de gatos pode gerar cerca de 50 mil filhotes em 10 anos, incluindo descendentes diretos e indiretos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário





Já com situação financeira difícil, UFPE e UFRPE terão R$ 12 milhões bloqueados pelo governo Bolsonaro

Foto: Day Santos Universidades e institutos federais, que já estavam com situação financeira preocupante, foram surpreendidos com mais um bl...

Arquivo do blog