quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022

Professor Massilon desabafa sobre falta de atenção do Poder Executivo em atender os vereadores



O vereador de Ouricuri-PE, Massilon Inácio (PSOL) cumpre seu primeiro mandato (2020/2024), para ele, 2021, primeiro ano na função, foi um ano especial na área, tempo para ganhar experiência, mas como educador, ele também reconhece as responsabilidades legislativas. Foi um ano produtivo em relação às suas participações nas atividades da Casa Rodrigo Castor, fez cobranças, mas também participou efetivamente de outros projetos e ideias dos colegas, no que considera de bom proveito para a população, independente de situação ou oposição, para ele, vale o conteúdo apresentado e as conquistas para todos.

Na primeira sessão do ano (2022), na terça-feira (8), o vereador usou a tribuna no segundo expediente e fez um desabafo, onde observou que o Poder Executivo tem deixado os vereadores sem respostas e não tem demonstrado interesse em uma boa relação com o poder Legislativo, e que o desprezo é comum, tanto para a situação como para a oposição. A declaração do professor repercutiu. 

“Eu venho aqui nesta semana, fazer um desabafo. Nós tivemos um ano de trabalho, foi uma experiência ímpar, mas eu pensei profundamente, é uma insatisfação minha pelo trabalho que a gente não está conseguindo realizar, pensei que essa casa trabalharia em conjunto com o Executivo, é uma coisa que eu não vejo, os problemas de Ouricuri tem que ser debatidos com Legislativo e Executivo, eu tenho protocolado aqui nesta casa um ofício de 5 de Abril de 2021, menos de dois meses para fazer 1 ano e nós não fomos atendidos, e esse pedido era uma reunião com o Legislativo e o Executivo, para tratarmos assuntos do nosso município, porque veja bem, eu tratar um assunto isoladamente com o prefeito é uma coisa e nós tratarmos o assunto, nós legislativo, é outra coisa, eu acho um desapreço com a casa legislativa e com os vereadores, quer dizer, que nós vereadores não valemos nada? Não representamos nada? Somos para representar o povo, mas a quem? Aonde? porque essa casa é para esse trabalho, e é uma insatisfação minha, quero fazer um trabalho diferente não é para o professor Massilon, é para a sociedade de Ouricuri, envolvendo todos vocês, a quem tenho imenso respeito, por cada um de vocês, mas eu sinto essa falta dessa integração, Legislativo e Executivo”, desabafou Massilon.

Sobre a fala do professor, o presidente da Câmara Iran Severo, disse que reconhece a necessidade de uma aproximação maior com o poder executivo e que no decorrer do ano serão adotadas novas formas de diálogo com intuito de alcançar uma maior participação do governo.

“Sobre as lamentações que o senhor destacou, haja vista que o senhor percebe que a casa tem um diálogo e que entre os pares existe sempre uma harmonia, uma unificação de diálogos, uma harmonia de entendimentos e é o caminho mais curto para que as coisas sejam resolvidas ou esclarecidas em determinadas situações, e vamos buscar sim essa aproximação do executivo para que alguns momentos nos dê esclarecimentos, para que a gente possa levar para sociedade a real situação do executivo e do Legislativo”, disse Iran Severo.



Por Cidinha Medrado

Nenhum comentário:

Postar um comentário





Hemope abre inscrições para concurso público com vagas para Ouricuri

As inscrições para o concurso público que oferece 92 vagas para  a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope) foram aberta...

Arquivo do blog