quinta-feira, 24 de março de 2022

Diretora de escola investigada por vídeos de maus-tratos a crianças é considerada foragida da Justiça

 Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

A diretora da escola infantil particular da Zona Leste de São Paulo investigada por vídeos que mostram maus-tratos a crianças passou a ser considerada foragida da Justiça depois da decretação da sua prisão temporária, na última terça-feira (22).

Roberta Regina Rossi Serme, de 40 anos, que também é uma das sócias proprietárias da Escola de Educação Infantil Colmeia Mágica, na Vila Formosa, é investigada por suspeita de maus-tratos, periclitação de vida, que é colocar a saúde das crianças em risco, submissão delas a vexame ou constrangimento e tortura.

Vídeos que começaram a circular neste mês nas redes sociais mostram bebês amarrados com lençóis e chorando num banheiro da escolinha. As crianças aparecem com os braços imobilizados, presas em cadeirinhas de bebês embaixo de uma pia e próximas a uma privada. A Colmeia Mágica foi fundada em 2002 e atende crianças 0 a 5 anos, do berçário ao ensino infantil.

Em seu depoimento à polícia, Roberta negou que tenha amarrado ou mandado alguém amarrar as crianças que aparecem nos vídeos.

Em outras ocasiões, André Dias, advogado da diretora, chegou a negar à imprensa que sua cliente tenha amarrado ou mandado amarrar os bebês. Alegou ainda que alguém de dentro da escola, possivelmente alguma funcionária descontente, forjou a cena para prejudicar a direção.



Por Kleber Tomaz e Deslange Paiva, g1 SP — São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário





Hemope abre inscrições para concurso público com vagas para Ouricuri

As inscrições para o concurso público que oferece 92 vagas para  a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope) foram aberta...

Arquivo do blog