sexta-feira, 25 de março de 2022

Miguel defende descentralização dos serviços de saúde e dos investimentos do Estado

Foto: Jonas Santos

O pré-candidato ao Governo do Estado, Miguel Coelho, participou nesta quinta-feira (24) do Encontro Nordestino de Vereadores, em Triunfo. No evento, o prefeito de Petrolina defendeu a descentralização dos serviços de saúde para ampliar o atendimento nos municípios do interior, evitando o deslocamento de pacientes para os hospitais do Recife. O pré-candidato ainda falou sobre a necessidade de tratamento justo no repasse de recursos financeiros para os municípios. 

Miguel, que é secretário-geral da Frente Nacional dos Prefeitos, citou a parceria da Prefeitura de Petrolina para investimento de R$ 6 milhões no Hospital Dom Tomás, que hoje oferece atendimento à população de 27 cidades do Sertão de Pernambuco e da Bahia. Para o pré-candidato, a experiência de Petrolina pode ser adotada em outras cidades do Estado, como Serra Talhada, Santa Cruz do Capibaribe e Garanhuns 

Miguel Coelho acrescentou que a saúde estadual, em especial, a oferta dos serviços no interior é precária e demonstra falta de compromisso com os municípios. “Não dá para aceitar uma política de saúde que tem como remédio pegar fila no Recife. Temos que descentralizar os serviços de saúde. Não estou dizendo que vamos abrir hospitais em todas as cidades. Mas é possível sim ter exames e especialidades em cada uma das 12 regiões do Estado. Não o faz de conta que é hoje”, disse Miguel em Triunfo. 

Para o pré-candidato a governador, Pernambuco precisa interiorizar ainda o desenvolvimento, gerando oportunidades de acordo com as potencialidades de cada região do Estado. “O que precisamos é criar os instrumentos para que isso aconteça, diminuindo impostos, tirando as normas burocráticas, facilitando o ambiente de empreendedorismo, o acesso a crédito, para que todo mundo possa crescer nas suas cidades e engatar uma nova marcha de desenvolvimento para o povo pernambucano.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário





Já com situação financeira difícil, UFPE e UFRPE terão R$ 12 milhões bloqueados pelo governo Bolsonaro

Foto: Day Santos Universidades e institutos federais, que já estavam com situação financeira preocupante, foram surpreendidos com mais um bl...

Arquivo do blog